HENRIQUE BULHÕES.

ator  27/01/1994

Artista nascido em Pernambuco, onde cresceu e morou até seus 20 anos. 

O primeiro contato com o teatro foi no Ensino Fundamental I, ainda em Recife, onde ingressou em cursos amadores nas escolas onde estudou. Ao se formar no Ensino Médio, decidiu mudar-se para o Rio de Janeiro, onde mora atualmente, e profissionalizar-se na carreira de ator onde mora atualmente.

Formado pelo curso profissionalizante da Casa de Artes de Laranjeiras (CAL), trabalhou como ator durante o curso nas peças: “Valsa nº6”, “Meu Destino é Pecar”, ”Esperando Godot”, “Uma peça por outra” e “Plínio”. Entrou em cartaz no Teatro Gonzaguinha ao fim de 2016 com a peça “E Agora, aonde vamos?”, espetáculo que no ano seguinte participou do FESTU – Festival de Teatro Universitário.

No início de 2017 deu entrada no Bacharelado em Teatro da Faculdade CAL, se formando no ano seguinte. Durante o curso atuou em “Eu Me Afogo em Qualquer Poça” e estreou no final de 2018 o espetáculo “Não Adianta Morrer” com direção de Diogo Liberano.

Começou a escrever e dirigir, tendo textos autorais por dois anos consecutivos em festivais nacionais como o FESTU e locais como o FESTICAL.

AL_Pàgina_.JPG

No audiovisual participou dos curtas: “Natureza Morta” de Tuany Rocha, “Setas” e “Banho ou Sorvete”, ambos de Monique Tayah.

Atuou na criação de nove trilhas sonoras em peças profissionais do Rio de Janeiro e operou a sonoplastia em mais de 15 peças dentro e fora da Faculdade.

Estreou em março 2019 no Teatro Sesi o espetáculo “Menines”, texto de Marcia Zanelatto e codireção de Cesar Augusto. Em maio, a peça ganhou segunda temporada no Teatro Glaucio Gil, e duas apresentações no mês de junho na “Mostra Todos os Gêneros” no Itaú Cultural, em São Paulo.

Pessoa LGBTQI+, entrelaça seu trabalho ao movimento, acreditando na arte como meio de preservação da liberdade de ser e de fala e na igualdade de todos os corpos. Vê na cultura a resposta para as mazelas sociais e o alavanco para educação, conscientização política, social e econômica, para além, uma libertação de alma, corpo e mente.

Redes Sociais

  • Facebook
  • Instagram