pedro marquez.

ator  28/07/1995

Ator e escritor, mas também trabalha com canto, produção e direção.

Começou sua carreira artística aos 8 anos de idade, nos cursos livres de teatro do Retiro dos Artistas, onde fez aulas durante dois anos. Fez parte dos variados clubes de teatro de sua escola do ensino fundamental ao médio, participando de musicais como "Chicago", "Grease" e "Moulin Rouge". 

Em 2015, entra para o curso de bacharelado em Artes Cênicas da CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), onde atua em "A Aurora da Minha Vida", de Naum Alves de Souza, sob a direção de Marcelo Morato. No mesmo ano, participa do curso "Figurino e suas Histórias", com Colmar Diniz e do workshop de cinema da New York Film Academy ministrado por Roger Del Pozo, diretor da academia.

Em 2016, ainda pela CAL, atua na peça "Buraco da Glória", uma colagem de textos de temática sexual e psicopatias, novamente dirigido por Marcelo Morato, interpretando suas primeiras personagens femininas: Lolita, do romance homônimo de Vladimir Nabokov, e Lori Lamb, de "O Caderno Rosa de Lori Lamb", de Hilda Hilst. Outra peça em que atua no mesmo ano, dirigido por João Batista, é "Zona Morte", com imersão em duas obras de Nelson Rodrigues: "Boca de Ouro" e "Os Sete Gatinhos"; nesta

última, interpreta Seu Noronha. Ainda nesse ano, ingressa no núcleo de teatro musical da instituição, participando da montagem "Dreamland", com direção cênica de Tatiana Sobral, direção musical de Jardel Maia e supervisão de Menelick de Carvalho e Mirna Rubim. No mesmo espetáculo, versiona sua primeira música: "Dream On", da banda Aerosmith, cuja versão abre a edição do RioWebFest 2016, com uma grande apresentação do elenco na Cidade das Artes.

Em 2017, seu último ano na CAL, é avaliado por diretores como Antônio Gilberto, Pedro Kosowski e Cesar Augusto, atuando nos seguintes textos: "Fim de Partida", de Samuel Beckett, "As Criadas", de Jean Genet e "Master Class", de Terrence McNally; neste último, interpretando um solilóquio de Maria Callas, sua terceira personagem feminina. Em sua montagem de formatura, atua sob direção de Cesar Augusto em "Clash", adaptação de Francisco Ohana para a peça "Cymbeline", de William Shakespeare.

Em 2018, começa como assistente em três processos dentro da CAL: as aulas de Showcase, focadas em interpretação para o audiovisual, junto com Ana Carter; aulas nas quais acompanha cenas oriundas de produções de Walcyr Carrasco (uma de suas maiores inspirações na carreira); retorna ao núcleo de teatro musical como monitor de teatro, versionista e assistente de figurino no espetáculo "Os Erros de Deus", com elementos de circo e freakshow; por fim, participa como assistente de direção e consultor textual de Marcelo Morato no espetáculo "O Último Cordeiro", adaptação do filme "O Anjo Exterminador", de Luis Bunuel.

Em 2019, integra o elenco da peça "Menines", que trata de questões de diversidade e de genêro (algo que acompanha Pedro em vários pontos de sua carreira); texto de Marcia Zanelatto, com direção da própria em parceria com Cesar Augusto, com temporadas no Firjan Sesi Centro e Gláucio Gil e apresentações no Sesc Jacarepaguá e no Espaço Itaú Cultural, em São Paulo.

Produziu o musical realizado pelo CEFTEM (Centro de Estudo e Formação em Teatro Musical) "O Cravo e a Rosa", inspirado na novela homônima de Walcyr Carrasco e na peça "A Megera Domada", de William Shakespeare, com direção cênica de Rafaela Amado e supervisão de Reiner Tenente. Atualmente, participa como ator convidado da pós-graduação em direção teatral da CAL; é assistente do diretor Hermes Frederico nas aulas de "História da Telenovela" na instituição.

Redes Sociais

  • Facebook
  • Instagram